25°C 31°C
São Luís, MA
Publicidade

Operação da PF enfrenta crimes previdenciários no Maranhão; prejuízo é de R$ 8,4 milhões

Esquema criminoso gerou um prejuízo de R$ 8,4 milhões com a obtenção dos benefícios irregulares.

06/06/2024 às 11h49
Por: Redação Fonte: O Imparcial
Compartilhe:
Imagem: Reprodução/Redes Sociais
Imagem: Reprodução/Redes Sociais

A Força-Tarefa Previdenciária deflagrou — na manhã desta quinta-feira (6) — a operação Cambiante, com a objetivo de combater organização criminosa especializada na fraude de 52 benefícios assistenciais e previdenciários no estado do Maranhão.

Continua após a publicidade
Anúncio

Durante a ação, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva. A Justiça Federal determinou ainda a quebra do sigilo bancário, financeiro e fiscal dos investigados e o arresto de bens e de veículos em nome dos envolvidos.

A investigação teve início no ano de 2020 e levou à identificação de um extenso esquema de fraudes. Foi identificado que os criminosos falsificavam documentos para utilizar no requerimento de benefício de amparo social ao idoso (BPC/LOAS), cujos titulares seriam pessoas fictícias.

Continua após a publicidade
Anúncio

Os investigados também forjavam a manutenção de benefícios, outrora regulares, cujos titulares já haviam falecido (realização de provas de vida, saques indevidos de parcelas mensais, transferências de local e forma de pagamento).

De acordo com os cálculos efetuados pela Coordenação-Geral de Inteligência da Previdência Social (CGINP) do Ministério da Previdência Social, o prejuízo inicialmente identificado, apenas com o pagamento dos 52 benefícios, aproxima-se de R$ 8,4 milhões. A economia projetada com a futura suspensão dos benefícios pode atingir a cifra de R$ 4,6 milhões.

Continua após a publicidade
Anúncio

A operação recebeu o nome de Cambiante: aquilo que promove ou passa por mudanças. É uma referência ao modo de atuação empregado pela organização criminosa, uma vez que os idosos cooptados para se passarem pelos titulares falecidos ou fictícios tinham a sua identidade alterada de acordo com a necessidade.

 Os envolvidos responderão pela prática dos crimes de estelionato previdenciário, associação criminosa e falsificação de documento público, além de lavagem de ativos, cujas penas podem chegar a 24 anos de prisão.

Há 24 anos, a Força-Tarefa Previdenciária é integrada pelo Ministério da Previdência Social e pela Polícia Federal, que atuam em conjunto no combate a crimes estruturados contra o sistema previdenciário.

No Ministério da Previdência Social, cabe à Coordenação de Inteligência Previdenciária detectar e analisar os indícios de crimes e fraudes organizadas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São Luís, MA
28°
Tempo nublado

Mín. 25° Máx. 31°

34° Sensação
3.09km/h Vento
89% Umidade
100% (3.54mm) Chance de chuva
05h59 Nascer do sol
05h58 Pôr do sol
Sex 29° 25°
Sáb 29° 25°
Dom 29° 24°
Seg 28° 25°
Ter 28° 26°
Atualizado às 19h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 -0,01%
Euro
R$ 5,84 -0,41%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,53%
Bitcoin
R$ 375,494,82 -0,06%
Ibovespa
120,445,91 pts 0.15%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade